"Musa trágica da Revolução", no dizer de Carlos Drummond de Andrade, Patrícia Galvão, viva, de forma colorida e ao mesmo tempo dramática, nos guiará para uma das épocas mais efervescentes da vida cultural e política do País, por intermédio dessa incansável pesquisadora de Pagu, Lúcia Maria Teixeira Furlani, que desde 1988, se dedica ao resgate da memória de Patrícia Galvão. Mais...

FLIP – Feira Literária Internacional de Paraty, começa hoje

Semana da realização da Flip – Feira Literária Internacional, em Paraty e diante desse momento pensamos nos grandes nomes da literatura nacional, entre eles o de Patricia Galvão, a Pagu. Em 2010, a escritora Lúcia Maria Teixeira falou sobre Pagu na programação oficial desta Feira Literária Internacional, ressaltando a sua vida e obra, com apresentações multimidia. […]

Mais...

Pagu nas artes sonoras – escolas de samba, blocos e músicas

Em 2000 Rita Lee lança no seu álbum intitulado 3001, PAGU,  uma música quase tão irreverente quanto a musa, cuja letra, que  segue aqui copiada remonta à mulher Pagu politica dos palanques, feminista antes de seu tempo- Essa música que faz parte das seis músicas feministas de Rita Lee, fez tremendo sucesso e ainda faz, […]

Mais...